Barra de menu

Oaxaca - Uma Joia Colonial Mexicana

A CAPITAL DO ESTADO MAIS INDÍGENA DO PAÍS | Viagem ao México -Parte 03


Após passarmos dois dias na Cidade do México, levantamos cedo no dia seguinte e pegamos o metrô de volta ao aeroporto, onde alugamos um carro para dar início à etapa itinerante da viagem. Com as mochilas acomodadas no porta-malas, rumamos direto para a cidade de Oaxaca, (pronuncia-se "Oarráca") capital do Estado de mesmo nome e o primeiro destino do nosso itinerário de quase 4.000 km por estradas mexicanas.


Foto 046 – Em algum lugar no caminho para Oaxaca, que fica a uns bons 500 km da capital do México. Como já havíamos constatado viajando pelo nordeste do Brasil, alugar um carro pode tornar a viagem ainda mais proveitosa, em razão da flexibilidade que o recurso proporciona.


Foto 047 – E aqui estamos: Oaxaca, cidade fundada no século XVI, poucos anos após a chegada dos espanhóis e que até hoje conserva sua essência colonial, o que a torna um dos destaques turísticos do México.



Foto 048 – Em uma primeira caminhada pelo centro histórico na tarde da nossa chegada, logo encontramos a Praça de Santo Domingo, um dos pontos altos da cidade. Bem movimentada, a praça é local de descanso e entretenimento, além de servir como palco para festas populares.


Foto 049 – Junto à praça encontra-se a imponente edificação de um ex-convento dominicano, que começou a ser construído em 1551 e cuja história atravessou períodos importantes e conturbados da história mexicana. No início do século XIX, por exemplo, o convento e a igreja anexa passaram a ser ocupados por exércitos de diferentes facções que disputavam o controle do país. Só em 1902 o monumento foi devolvido à Igreja, pelo então presidente Porfírio Dias


Foto 050 – O antigo convento dominicano foi restaurado e hoje abriga a sede do Museu Regional de Oaxaca, que guarda uma valiosa coleção de objetos ligados ao desenvolvimento humano das civilizações milenares daquela parte do país. Outras importantes peças arqueológicas da região estavam expostas no Museu Nacional de Antropologia.


Foto 051 - Mas o maior destaque naquela praça fica mesmo com a Igreja de Santo Domingo. De todas as 27 igrejas de Oaxaca, esta é a que mais chama atenção, e muito se deve à riqueza do seu interior, uma verdadeira obra de arte.


Foto 052 – O esplendoroso interior da Igreja de Santo Domingo, provavelmente uma das mais bonitas de todo o México, pela riqueza dos detalhes de sua decoração. O templo recebeu a visita do Papa João Paulo II em 1979, poucos anos antes de ser declarado patrimônio cultural da humanidade, juntamente com todo o centro histórico de Oaxaca.


Foto 053 – Por obra do acaso visitamos a igreja no melhor momento possível: próximo ao pôr-do-sol, quando os raios solares penetram por uma janela na fachada e atingem o altar de ouro, que reluz lindamente e inunda todo o ambiente com uma intensa luz dourada. Cena de filme!


Foto 054 - Neste momento, a riqueza de detalhes do seu interior torna-se ainda mais evidente. 


Foto 055 - Durante a noite, a igreja de Santo Domingo também ganha destaque especial graças à sua iluminação artificial. 


Foto 056 - Deixando a Praça Santo Domingo para trás, percorre-se um calçadão muito popular que leva até o Zócalo - como são chamadas no México as praças centrais das cidades. Neste trecho concentra-se a maior parte das lojas, hotéis e restaurantes do centro histórico. 


Foto 057 - O Zócalo de Oaxaca é ladeado pela catedral Nuestra Señora de la Asunción e por edifícios coloniais, restaurados e transformados em hotéis, restaurantes e galerias. Estávamos na época da páscoa, um período particularmente movimentado na cidade.


Foto 058 - Bem iluminada, à noite a catedral ganha ainda mais destaque na praça. Outra beleza que merece ser admirada.  


Foto 059 – Hora da janta, vamos de culinária típica mexicana! E aqui certamente está um ótimo representante da cocina oaxaqueña. São essas enormes tortilhas, mais especificamente, as Tlayudas, servidas com feijões, carne, queijo, além é claro de uma pimentinha básica. 


Foto 060 – No dia seguinte já era o domingo de páscoa. Pela manhã e à tarde visitamos os arredores de Oaxaca e à noite, novamente passeando pelas suas ruas. Naquela ocasião descobrimos como os mexicanos são loucos por fogos de artifício. Em meio aos estrondos de foguetes que eram continuamente disparados, ouvimos ao longe uma cantoria. 


Foto 061 – Seguindo o som encontramos uma animada celebração de páscoa, cuja procissão se preparava para partir do interior de uma igreja. A Semana Santa é um dos principais feriados do México e Oaxaca é uma das cidades onde as celebrações são realizadas com mais intensidade.

Foto 062 - Fazer o que? Juntar-nos a eles, é claro! Logo que tomamos parte na procissão, alguém nos entregou alguns ramos e uma bandeirinha branca, tal como os demais participantes. Pronto, assim já estávamos perfeitamente integrados!


Foto 063 - Um grupo de rapazes ia à retaguarda tocando diversos instrumentos e entoando canções populares. Foi um momento único, desses que você percebe como experiências simples podem tornar sua viagem verdadeiramente gratificante.


Foto 064 - Durante nossa estadia em Oaxaca, encontramos uma cidade de tradições vivas, rica em história e de marcante cultura indígena. E além de visitas a museus, igrejas e outros ícones turísticos locais, percebemos como o simples ato de perambular pelas ruelas do seu centro histórico ou presenciar suas festas populares faz com seus visitantes acabem, de certa forma, presenteados com uma parte de toda sua riqueza.



GOSTOU DA POSTAGEM?
Clique nos botões abaixo e contribua para a valorização deste conteúdo. Obrigado pelo apoio!

DEIXE UM COMENTÁRIO!
Suas impressões e opiniões são bem vindas. Veja a política de comentários.

Sobre o Autor:
Robson Dombrosky , engenheiro, motociclista e aventureiro. Um viajante deveras curioso, que sempre percorre seus destinos munido de um bloco de notas e de uma bela câmera fotográfica.

16 comentários :

  1. Oi, Robson. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia Paulista

    ResponderExcluir
  2. Que legal Natalie, e obrigado pelo aviso!

    ResponderExcluir
  3. Estou acompanhando a sua viagem pelo México. Não imaginava que distante 500k da cidade do México iria encontrar uma cidade com esta rica arquitetura e belíssimas igrejas. Parabéns e continue nos brindando com belas imagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adelaide, espere só pra ver, ainda virão coisas belas bem mais distante da Cidade do México! Obrigado pelas visitas, segue a viagem!

      Excluir
  4. Foi um dia especial da nossa viagem. Momentos únicos nas nossas vidas, como o pôr-do-sol e a procissão... ficarão eternamente na memória.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo post.. Estou indo em breve para o México, e se você pudesse escolher entre oaxaca ou san cristobal de las casas, qual indicaria? Pergunto isso pela falta de tempo para conhecer as duas cidades.
    Obrigado.
    Renan.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renan. Pergunta complicada, mas na minha singela opinião, ficaria com Oaxaca, não apenas pelas belezas da cidade em si, mas também pelas atrações no seus arredores. Desde já boa viagem para você!

      Excluir
    2. Obrigado pela atenção Robson.
      Abraço, Renan.

      Excluir
  6. Oi Robson,
    Muito legais suas fotos e relatos! Vc pode me dar a dica de qual companhia usou para alugar o carro? Pegou no aeroporto da Cidade do México ou recomenda algum outro ponto da cidade (talvez mais próximo já da saída em direção à Oaxaca)? Foi ok rodar por lá (pra sair da cidade) ou o trânsito é impossivel? Vamos fazer uma viagem parecida até Oaxaca, por isso as perguntas :)

    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Breno, nosso plano era usar a Europcar, foi a que apresentou a melhor proposta na pesquisa que fiz, mas quando chegamos lá no dia eles simplesmente não tinham nenhum carro disponível, então fomos obrigados a pegar outra companhia, local, que não me recordo o nome ( a vantagem do aeroporto e ter varias uma ao lado da outra). Não vi problema em dirigir do aeroporto para fora da cidade, vc logo pega uma via expressa, mas se puder contar com um gps e muito melhor.
      T

      Excluir
  7. Oi! Tudo bem? Curti muuuito a sua viagem. Vou à Oaxaca em novembro, observar as comemorações do dia dos mortos (buuuuu....) Rsrsrs...que passeios bacanas vc indicaria nos arredores? Abraço! Daniela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniela, você já viu a postagem seguinte a esta (parte 4)? Dá uma olhada lá, pois falo um pouco dos arredores de Oaxaca, colei inclusive um mapinha turístico com a localização das principais atrações da região. Abraço!

      Excluir
  8. Robson, estou lendo seu blog, curtindo as fotos e procurando dicas para minha viagem no mês que vem. Pretendo fazer México-Oaxaca de avião. Lendo sua postagem sobre Oaxaca e redondezas, comecei a pensar em alugar um carro em Oaxaca para aproveitar melhor os dois dias que pretendo ficar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você faz bem Julio, realmente estar com um carro lá é uma mão na roda, especialmente se quiser visitar as atrações de fora da cidade.

      Excluir