Barra de menu

Lago Titicaca e Ilha do Sol

LENDAS SOBRE A ORIGEM DA CIVILIZAÇÃO INCA: Viagem à Bolívia - parte 4


Nesta quarta parte damos continuidade às imagens capturadas durante uma caminhada pelas trilhas da ilha que, segundo a mitologia Inca, teria sido o lugar de nascimento do deus Sol.  Como visto na parte anterior, chegamos à lha do Sol na manhã do dia 15/08/10 em um barco que zarpou às 8:30 da cidade boliviana de Copacabana. Estávamos agora percorrendo o caminho que liga o vilarejo de Challanpa até o extremo norte da ilha, local de importantes sítios arqueológicos

lago titicaca

Foto 089 - A manhã ia avançando e, guiados por um nativo, seguíamos por um caminho que a todo momento passava junto a pequenos vilarejos.

Foto 090 - O dia estava muito bonito e o caminho pavimentado no estilo Inca não oferecia dificuldades. De qualquer forma o ritmo da caminhada mantinha-se lento devido ao ar rarefeito da altitude.

Foto 091 - Nos vilarejos por onde passávamos via-se muitas casas (ou restos delas) erguidas sem uso de qualquer técnica moderna de construção. 

Foto 092 - E para onde quer que olhássemos, lá estava o azul intenso do Titicaca.

Foto 093 - Já no extremo norte da ilha, encontramos o sítio arqueológico de Chincana.

Foto 094 - Existem muita ruínas pela da ilha, mas este é o mais importante complexo

Foto 095 – Destaque para o Palácio del Inca, também conhecido como El Laberinto.

pedra de sacrificio
Foto 096 - Mais adiante está a Mesa Ceremónica, onde acredita-se que tenham sido realizados rituais de sacrifício humano.

incas
Foto 097 - Percebi algumas pessoas caracterizadas com vestimentas semelhandes às de antigos xamãns. Aparentemente estavam encenando algum ritual Inca para os visitantes.

mulher inca na ilha do sol
Foto 098 - Aliás, segundo a lenda andina, foi nas águas do Lago Titicaca que a civilização Inca teria nascido. 

Foto 099 - E a partir daí passaram a dominar a região, domínio este que perdurou entre os séculos XII e XVI, quando se deu a invasão espanhola.

Foto 100 – Domínios à parte, a vida segue na Ilha do Sol.

Foto 101 - Rotinas no Titicaca: roupas sendo lavadas e assuntos sendo postos em dia.

Foto 102 - Um simpatizante que não foi capaz de lembrar a escalação de 2002.

lhamas
Foto 103 - Uma senhora conduzindo seu rebalho de lhamas.

lhama
Foto 104 - Bichinho engraçado, por sinal. As lhamas são bastante comuns por toda a ilha. 

Foto 105 - Mais comuns ainda são jumentos utilizados no transporte de carga. 
jumento
Foto 106 - Ou seriam jegues um pouco mais agasalhados?


Foto 107 - Aí estão eles em ação. Na ocasião da nossa visita ainda não havia nenhum sistema de bombeamento na ilha, portanto, até mesmo a água para consumo era toda transportada morro acima no lombo dos animais. 

chola boliviana na ilha do sol
Foto 108 - Quem não tem cão caça com gato.

Foto 109 – E para o transporte de filhos, o método tradicional consiste em pendurá-los nas costas com um desses panos coloridos multi-uso.

Foto 110 – Ao longo dos caminhos da ilha, encontram-se muitos artigos de lã feitos pelos moradores. Comprei uma luva de lã de alpaca sem igual. 

Foto 111 – Restaurante modesto com vista de luxo. Pernoitamos em uma pequena hospedaria não muito longe dali.

Foto 112 – E o dia foi encerrado com o sol se pondo sobre as tradicionais vilas Aymará com os cumes nevados da Cordilheira Real ao fundo.

Foto 113 – Na manhã seguinte, chegando ao sul da ilha pela comunidade Yumani, descemos até a margem do lago pelos degraus de pedra da Escalera del Inca, uma escadaria construída pelos antigos habitantes locais. Uma imponente estátua de um deus (ou imperador) Inca parace guardar o lugar.

Foto 114 – A essa altura já era hora de tomar o barco de volta para Copacabana. Adiós Isla del Sol!

Foto 115 - Já em Copacabana, pegamos um ônibus para retornar até La Paz, e tal como na vinda, atravessando de balsa um trecho do Lago Titicaca.

Foto 116 – O Lago Titicaca é uma jóia do altiplano boliviano e visitar a Ilha do Sol é realmente uma experiência fascinante. E isto se dá  não apenas pela paisagem que nos deslumbra a cada curva do caminho, mas também  pela presença das tradicionais comunidades indígenas, que com suas cores e cultura marcante, nos ensinam um pouco mais sobre as antigas lendas e costumes da civilização Inca, enriquecendo em muito a experiência de uma viagem à Bolivia.

PRÓXIMA PARTE:
GOSTOU DA POSTAGEM?
Clique nos botões abaixo e contribua para a valorização deste conteúdo. Obrigado pelo apoio!

DEIXE UM COMENTÁRIO!
Suas impressões e opiniões são bem vindas. Veja a política de comentários.

Sobre o Autor:
Robson Dombrosky , engenheiro, motociclista e aventureiro. Um viajante deveras curioso, que sempre percorre seus destinos munido de um bloco de notas e de uma bela câmera fotográfica.

5 comentários :

  1. a foto 089 (primeira) é a melhor da viagem! deveria ir para a nossa parede... :)

    ResponderExcluir
  2. Ana Carolina02/12/2012 21:44

    Me apaixonei pela 89 Robson, Não sabia do seu blog...fico feliz que continuas viajando o mundo e fazendo belos registros.
    Bom, eu comecei pintando óleo sobre tela (Impressionismo) e agora recentemente me encantei com fotografia P&B, principalmente figura humana. Sebastião Salgado é um dos meus preferidos. Vamos trocar figurinhas!

    Talvez não se lembre de mim, sou filha do Arnaldo, morei na vila em Floripa.

    Bjos Ana Carolina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, claro que lembro de você! Fico contente pela sua visita e pelo comentário, volte sempre!

      Excluir
  3. Oi Robson, adorei seu blog, lindas as fotos , viajei aki rs, tô pegando altas dicas , tô querendo ir conhecer a Bolívia, aproveitar essa promo da GOL rs, quero passar 05 dias, já que não vou estar de férias,
    qual meio de transporte ou empresa vc me recomenda fazer de La paz a Copacabana? a cidade peruana do lago titicana e muito longe de copa?
    fico no agurdo
    abraço

    parabéns mais uma vez pelo blog

    Josué Lana
    BSB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Josué, obrigado pelo comentário. Para ir de La Paz a Copacabana existem microônibus que saem com frequência de um local específico, pelo que me lembro é perto de um cemitério - pegue um taxi que o motorista certamente vai saber onde é. A viagem dura cerca de 3 horas. Se você só tem 5 dias, recomendo deixar Puno (Peru) para uma próxima viagem e aproveitar La Paz e a Ilha do Sol, dormindo uma noite na ilha. Abraço!

      Excluir