Barra de menu

Estrada da Morte: De La Paz a Coroico na Bolivia

DE BICICLETA NA ESTRADA MAIS PERIGOSA DO MUNDO: Viagem à Bolívia - parte 5


A região de La Paz, na Bolívia, tem muito a oferecer aos viajantes com doses generosas de disposição. Além da cidade em si, os arredores oferecem opções de passeios imperdíveis. Em uma dessas opções, após resolvermos temperar a viagem com uma pitada a mais de aventura, fomos descer de bicicleta uma antiga e estrada que despenca de La Paz até a cidade de Coroico, já na Amazônia boliviana. Já ouviu falar dela? Com vocês, a mundialmente famosa Death Road, ou “ a estrada mais perigosa do mundo.” 

downhill estrada da morte
Foto 117 – Sobrevivendo à “estrada da morte”. Em um trajeto de 64 km, ela vence um desnível de 3.600 metros, da altitude de La Paz até a cidade de Coroico.

a estrada mais perigosa do mundo bolivia
Foto 118 – Construída por prisioneiros na década de 30, a estrada é estreita e sem qualquer barreira de segurança. Em diversos trechos possui precipícios com quedas de mais de 500 metros.

la cumbre em la paz
Foto 119 – O ponto de partida da aventura é a localidade de “La Cumbre”, arredores de La Paz, onde partimos de uma altitude de cerca de 4.600m.

Foto 120 – No início da descida o visual árido do altiplano, com seus picos nevados, ar rarefeito e muito frio.

estrada da morte la paz a coroico
Foto 121 – Já mais adiante, à medida que vamos descendo, a coisa muda de figura. Entramos na região de Yungas, zona propícia (e amplamente aproveitada) para o plantio das folhas de coca.

cruzes na estrada da morte
Foto 122 – Apesar de ter ficado um pouco menos perigosa a partir de 2007, quando a inauguração de uma nova estrada retirou boa parte do tráfego do caminho antigo, a velha senhora nunca chegou a perder a fama de “a mais perigosa do mundo.”

Foto 123 – Essa fama era plenamente justificável com base no número de acidentes fatais do passado. Durante muito tempo, uma média de 26 veículos desapareciam no abismo todos os anos. 

estrada da morte
Foto 124 – Diversas cruzes pelo caminho servem como memorial das mortes já ocorridas.

Foto 125 – O episódio mais marcante ocorreu na década de 80, quando um ônibus abarrotado de passageiros mergulhou no precipício, matando cerca de 100 pessoas no pior acidente rodoviário da história boliviana.

death road bolivia
Foto 126 – Hoje em dia, a estrada velha é usada basicamente por ciclistas e veículos de turismo.

theodore willian dreyfus
Foto 127 – Aliás, por volta de 15 ciclistas já morreram durante a descida. Esse memorial foi montado após a morte de um britânico de 22 anos que se acidentou aqui em maio de 2009. 

de bicicleta na estrada da morte
Foto 128 – A estrada continua precária e sem barreiras, portanto cautela é muito bem vinda.

descendo de bicicleta a estrada da morte na bolívia
Foto 129 – Mas com uma boa dose de juízo é plenamente possível apreciar com segurança essa aventura memorável.

Nota
Em dezembro de 2011, a estrada engoliu um ônibus de turismo que tentava transpor um ponto atingido por um deslizamento de terra. A tragédia só não foi maior porque todos os passageiros haviam descido e aguardavam o ônibus mais adiante. A queda foi filmada por um dos passageiros e é possível ouvir claramente o desespero das pessoas que assistiram o motorista despencando para a morte: Ônibus despenca em precipício na Bolívia


PRÓXIMA PARTE:
Tiahuanaco: A Origem dos Incas e de Machu Picchu

GOSTOU DA POSTAGEM?
Clique nos botões abaixo e contribua para a valorização deste conteúdo. Obrigado pelo apoio!

DEIXE UM COMENTÁRIO!
Suas impressões e opiniões são bem vindas. Veja a política de comentários.

Sobre o Autor:
Robson Dombrosky , engenheiro, motociclista e aventureiro. Um viajante deveras curioso, que sempre percorre seus destinos munido de um bloco de notas e de uma bela câmera fotográfica.

Um comentário :

  1. PRETENDO PASSAR POR ESSA ESTRADA. QUERO REALMENTE CONHECER. DIZEM MUITAS COISAS SOBRE ELA. ACREDITO QUE SEJA REALMENTE MUITO PERIGOSA. DEPOIS TE CONTO...

    ResponderExcluir