Barra de menu

Fortaleza – Ceará e Canoa Quebrada

UMA VIAGEM DE CARRO PELO  NORDESTE DO BRASIL - PARTE 09


A partir de Jericoacoara, continuamos percorrendo as péssimas estradas cearenses até chegarmos à capital Fortaleza. No início do segundo dia na cidade, antes de prosseguirmos viagem, aproveitamos a bela manhã para um passeio na sua orla.

Fortaleza Ceará
Foto 211 - Fortaleza é uma metrópole que goza de certos privilégios.
DSC_7660
Foto 212 - Uma metrópole à beira-mar, de localização e personalidade privilegiadas. 
DSC_7657
Foto 213 - Chegamos no início da tarde. Na manhã seguinte, percorremos um trecho de suas praias. 
DSC_7661
Foto 214 - Para os que não desejam “sujar” os pés na areia, pode-se utilizar o convidativo calçamento da avenida à beira mar.
DSC_7665
Foto 215 - Na extremidade de uma das praias, a maré baixa revela belos corais. 
DSC_7669
Foto 216 - Vitrais no interior da Catedral Metropolitana. 
DSC_7687
Foto 217 – De volta à estrada, após deixarmos Fortaleza para trás, pegamos um pequeno desvio para conhecer as falésias de Beberibe.
Falésias
Foto 218 - Falésias são estas escarpas geradas pela erosão do mar ao longo de muitos anos. 
DSC_7678
Foto 219 - À medida que as ondas atacam as encostas, podem ocorrer desmoronamentos, que acabam dando às falésias suas formas características.
DSC_7706
Foto 220 - Estas talvez sejam os exemplares mais famosos das falésias brasileiras. Estamos em Canoa Quebrada, no município de Aracati, ainda no Ceará.
DSC_7705
Foto 221 - Lugar convidativo para uma caminhada matutina, logicamente com doses generosas de protetor solar.
DSC_7701
Foto 222 - Um pescador espera o momento certo para arremessar sua tarrafa. 
DSC_7729
Foto 223 - Esta é uma região bastante povoada por geradores eólicos.
DSC_7727
Foto 224 - Nada mais sensato, a julgar pela força e a constância dos ventos locais. 
DSC_7759
Foto 225 – Que o diga esta árvore, que não tem opção senão curvar-se perante o fenômeno. 
DSC_7702
Foto 226 - Já para Alexia e seu chapéu voador, ainda restam alguns artifícios. 
DSC_7735
Foto 227 - Durante uma boa parte do caminho de ida, a praia exibia formações minerais muito semelhantes às barreiras de recifes encontradas na cidade de mesmo nome.
DSC_7740
Foto 228 - Ao voltarmos, algumas horas depois, a maior parte disto já havia desaparecido, submerso pela maré. 
DSC_7721
Foto 229 - O movimento das ondas forma desenhos curiosos na areia. 
DSC_7716
Foto 230 - Como estes, que se assemelham a raízes emaranhadas. 
DSC_7743
Foto 231 - Subindo um pequeno barranco de areia encontramos estas casas, aparentemente abandonadas. 
praia deserta
Foto 232 - Melhor ainda é encontrar a praia abandonada.
Canoa Quebrada
Foto 233 – Só que este pedacinho do litoral nordestino é demasiado famoso para estar deserto. 
falésias de Canoa Quebrada
Foto 234 - E certamente não estava. Mas quem se importa? 
DSC_7712
Foto 235 – Ele trouxe paz de espírito, deixou lembranças registradas 
DSC_7744
Foto 236 – Lembranças de uma singela caminhada na praia. 

Próxima parte:
GOSTOU DA POSTAGEM?
Clique nos botões abaixo e contribua para a valorização deste conteúdo. Obrigado pelo apoio!

DEIXE UM COMENTÁRIO!
Suas impressões e opiniões são bem vindas. Veja a política de comentários.

Sobre o Autor:
Robson Dombrosky , engenheiro, motociclista e aventureiro. Um viajante deveras curioso, que sempre percorre seus destinos munido de um bloco de notas e de uma bela câmera fotográfica.

5 comentários :

  1. casas abandonadas - cidade cinematográfica?!

    ResponderExcluir
  2. Robinson,

    Lindas fotos, especialmente aquela última da caminhada com as conchinhas no detalhe.

    E a tese irmão?

    CAra, me diz como fazer para por aquela assinatura nas fotos, queria fazer isso nas minhas em meu blog mas não consigo, dá a dica, por favor,

    abs,

    NIlson Soares

    ResponderExcluir
  3. Robson Dombrosky09/08/2010 16:51

    Nilson, essas assinaturas eu coloco via Photoshop. É basicamente um Ctrl+C mais elaborado. Por falta de conhecimento faço uma a uma, mas sei que existem algumas maneiras de fazer em massa. Existem diversos tutoriais na net explicando, eu é que ainda não tive paciência para ler.

    ResponderExcluir
  4. AMO Fortaleza!
    Morei lá por pouco tempo, mas valeu por uma vida toda!
    Lindas fotos!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Léo Fernandes10/08/2010 10:55

    Você falou em vento constante e eu lembrei das fotos da mamãe (vovó Margarida) quando criança em Fortaleza: o cabelo estava sempre voando.

    ResponderExcluir