Barra de menu

Recife - PE e Porto de Galinhas

UMA VIAGEM DE CARRO PELO  NORDESTE DO BRASIL - PARTE 13

Depois de conhecer João Pessoa, capital da Paraíba, pegamos a estrada e rumamos em direção ao Estado de Pernambuco. Trafegando pela BR 101 e atravessando grandes áreas de plantio de cana, acabamos chegando até a cidade de Recife, onde a viagem havia iniciado três semanas antes.

igreja de são pedro recife

Foto 326 – Em Recife, separamos um dia inteiro para caminhadas pelo centro cidade.
recife antigo
Foto 327 – Uma das suas partes mais importantes é o bairro “Recife Antigo”, local que deu origem à cidade em meados do século 16.
marco zero de recife
Foto 328 – Nesse bairro, na Praça Rio Branco, está o marco zero da cidade, ponto a partir do qual Recife nasceu e se expandiu.
Francisco Brennand
Foto 329 – Bem ao lado, está o parque das esculturas, de autoria do artista Francisco Brennand.
DSC_8229
Foto 330 – Mas como toda cidade brasileira da época colonial, o que reina mesmo em Recife são as belas igrejas de época, como a catedral de São Pedro.
Michelangelo pernambucano
Foto 331 – Seu teto, pintado em estilo Barroco, é obra de um certo “Michelangelo pernambucano”.
pátio de são pedro recife
Foto 332 – Em frente à igreja, no pátio de São Pedro, existe um conjunto de casas coloniais tombadas, que hoje abrigam diversas exposições culturais e memoriais de personalidades regionais.
luiz gonzaga museu
Foto 333 – Uma dessas personalidades é Luiz Gonzaga, o "rei do baião".
chico science
Foto 334 – Tem também Chico Science, finado vocalista do grupo pernambucano Nação Zumbi, precursores do movimento “Mangue Beat”.
artesanato nordeste
Foto 335 – Muito da arte pernambucana está presente nos artesanatos que retratam a história e o cotidiano da região.
DSC_8276
Foto 336 – E boa parte desse artesanato é comercializada no tradicionalíssimo e antiquíssimo mercado público de São José.
mercado público de recife
Foto 337 – O vibrante mercado, nascido em 1875, possui mais de 500 boxes, com imensa diversidade de produtos e serviços.
DSC_8263
Foto 338 – No “FRIGORÍFICO BIFÃO” lá estava ele, o Bifão em carne sem osso. Já o frigorífico, devia estar de folga nesse dia.
DSC_8264
Foto 339 – Jack, o estripador.
camarão e fritos do mar no mercado público
Foto 340 – Aquarela de frutos do mar.
mercado de peixe em recife
Foto 341 – Hoje foi o dia do caçador.
ataque de tubarão
Foto 342 – Mas amanhã, quem sabe, poderá ser o dia da caça!
DSC_8280
Foto 343 – Com “oito pila” eu e a Alexia saboreamos o prato do dia em um restaurante popular no mercado público.
caju
Foto 344 – Que eu me lembre, foi durante esta viagem a primeira vez que comi um caju in natura.
DSC_8205
Foto 345 – Em Recife só passa sede quem quer.
DSC_8204
Foto 346 – Pô, me vê uns 5 aí...
DSC_8208
Foto 347 – Igrejas de Recife, vamos observar mais algumas.
capela dourada são francisco recife
Foto 348 – Os interiores são sempre muito bem trabalhados e reluzentes.
capela dourada recife
Foto 349 – Neste caso, muito do que reluz é ouro.
DSC_8212
Foto 350 – Excelente ponto comercial para alguém segurando uma placa publicitária com os dizeres “COMPRA-SE OURO”.
DSC_8296
Foto 351 – Este é o Convento de Santo Antônio, onde também há um museu Franciscano de arte sacra.
DSC_8249
Foto 352 – Igrejinha junto aos trilhos do antigo bonde.
DSC_8253
Foto 353 – Uma demão de tinta, quem sabe?
DSC_8313
Foto 354 – Na manhã seguinte, pegamos um ônibus até a famosa praia de Porto de Galinhas.
DSC_8311
Foto 355 – Praia onde o metro quadrado é disputado a tapa pelos que vivem do turismo, muito mais do que pelos turistas em si.
DSC_8308
Foto 356 – Vai lá vender coco, que o mar não tá pra peixe!
passeio de jangada em porto de galinhas
Foto 357 – Em contrapartida, o mar está para um passeio de jangada.
porto de galinhas
Foto 358 – O mar está bom para um passeio, tanto quanto para um mergulho. O mar está bom para ser contemplado, fotografado. O mar fotografado volta a ser contemplado.

Próxima parte:
GOSTOU DA POSTAGEM?
Clique nos botões abaixo e contribua para a valorização deste conteúdo. Obrigado pelo apoio!

DEIXE UM COMENTÁRIO!
Suas impressões e opiniões são bem vindas. Veja a política de comentários.

Sobre o Autor:
Robson Dombrosky , engenheiro, motociclista e aventureiro. Um viajante deveras curioso, que sempre percorre seus destinos munido de um bloco de notas e de uma bela câmera fotográfica.

2 comentários :

  1. Irmão,

    Essas igrejas do período colonial são deslumbrantes.

    Bode é muito forte, se o cara tomar muito sol ou comer demais, vai ter problemas de relacionamento com o intestino.

    Você falou em Caju, amigo, já estive num pomar de cajueiros no interior do Ceará, que coisa linda... no final da tarde a região inteira fica impregnada daquele perfume único da fruta, são riquíssimas em vitamina c e fibras.

    Grande abraço,

    NIlson Soares

    ResponderExcluir
  2. Já fiz muita festa no pátio de São Pedro. Lá tem o encontro dos tambores silenciosos.

    ResponderExcluir